6 Elementos para construir uma equipa Vencedora

6 Elementos para construir uma equipa Vencedora


Antes de pensarmos na equipa pensemos no seguinte:

Qual é a definição de negócio para si?

 Definição:

 Um negócio é uma empresa comercial, rentável, de receita previsível que funciona sem a presença contínua do dono da empresa, a máxima capacidade e segurança com a melhor qualidade de vida para si….e toda a equipa!

No final de contas o que interessa é o que você como dono ganha com a empresa, o tipo de vida que tem, a sua qualidade de vida, e qualidade de vida que proporciona a sua equipa…e a qualidade de serviço que entrega aos seus clientes.

Faça o exercício abaixo:

Avalie a sua empresa da escala de 1 a 10 (1- medíocre | 10 – excelente) nas seguintes áreas:

  • Rentabilidade anual do negócio: _____
  • Qualidade de vida (Qualidade de tempo para além do trabalho): _____
  • Qualidade de vida da sua equipa: _____
  • Qualidade dos serviços aos clientes: _____
  • Dependência do negócio em relação ao dono: ____

PS: Realize o teste e partilhe o teste com a sua equipa e compare as classificações

Ação: Identifique apenas uma área a melhorar em conjunto com a sua equipa e defina um plano de ação para três meses.

Tendo como ponto de partida esta definição, antes de aplicar os 6 elementos para construir uma equipa vencedora tem que avaliar o seu processo de recrutamento. Precisamos de ter um processo de recrutamento que garanta a qualidade das pessoas que juntamos a nossa equipa porque o sistema de recrutamento está diretamente relacionado com o sucesso da nossa equipa.

Não esquecer que se o sistema de recrutamento é medíocre, a probabilidade de contratarmos pessoas medíocres é elevado, que por consequência os resultados da equipa serão medíocres.

“Geralmente os espíritos medíocres condenam tudo o que está para além do seu alcance.” François La Rochefoucauld

Uma vez entendida a importância de ter um sistema de recrutamento que funcione, existe outro princípio que é necessário entender que é o ciclo do negócio!

Deseja preparar o seu negócio para que este não dependa de si?

Conhece qual é o ciclo do negócio para garantir que a empresa é preparada para não depender de si?

 

 

Se é empresário já se deparou que tem duas opções: “orquestrar” todas as áreas do seu negócio ao mesmo tempo, tais como Equipa, Clientes e o próprio negócio ou focar-se apenas numa que garanta que as outras áreas são igualmente “orquestradas” mas não por si!

Por outras palavras pode decidir se opta por ter um negócio que depende de si para o resto da sua vida, ou ter um negócio que assenta num sistema que foi desenhado por si e é usado pela equipa, clientes e fornecedores para satisfazer as necessidades de todos e lucrar com isso.

“Cada um é responsável pelo que ocorre e tem o poder de decidir o que quer ser. O que é hoje é o resultado das suas ações passadas; O que será amanhã será o resultado do que faça hoje!” Sri Vivekananda

O seu foco deverá de ser a sua equipa, providenciando os sistemas, procedimentos e manuais que irão servir como formação necessária para garantir que eles fazem o trabalho certo.

 Após sistematizar o seu negócio podemos passar a próxima fase….

Infelizmente nas PME o mais importante é esquecido nesta fase – tem que liderar, tem que se tornar líder e desenvolver, melhorar, alterar essa competência ao longo do tempo para garantir o sucesso da empresa e da sua equipa. Não se trata apenas em realizar tarefas e gerir equipas na sua empresa, mas sim trabalhar sobre a sua pessoa que escolheu SER momento-a-momento e dia-a-dia consigo e com a sua equipa!

Pense no seguinte:

É o tipo de líder que seria inspirador para si seguir? 

Se fosse empregado da sua empresa gostaria de ser liderado por um clone seu?

Para ajudá-lo a entrar nos bons hábitos da liderança é importante aplicar os 6 elementos para uma equipa vencedora.

  1. Forte liderança
  2. Objetivo Comum
  3. Regras do Jogo
  4. Plano de Acão
  5. Apoio ao Risco
  6. 100% Envolvimento e Inclusão

Eis o processo

  1. Forte liderança:

Não se trata apenas de liderar, mas sim ter uma forte liderança!

Definições de lideranças fortes existem muitas e variadas…mas comecemos com uma pergunta:

Pense no seguinte:

Se não pagasse o ordenado a sua equipa devido as dificuldades financeiras da empresa, será que a sua equipa o continuaria a seguir como líder?

Na verdade, a sua equipa lhe pagaria para o seguir como líder?

Talvez não, mas seria um teste interessante para avaliar o tipo de liderança que existe!

Como líder você precisa de saber para onde está a ir, tem que ser capaz de articular claramente e com paixão, para que a sua equipa esteja envolvida na visão da empresa e inspirada. Você precisa de ser visto como uma pessoa confiante, com determinação e manter-se firme, mesmo quando os desafios surgem na sua empresa.

Temos que garantir que a liderança é assertiva e inspiradora. Não se trata apenas do dono do negócio ter uma liderança forte, mas também garantir que existe uma forte liderança dentro das equipas.

Como sabe, muitas vezes nas empresas encontramos muitos gestores que se focam em resultados do passado e do presente, mas as empresas precisam também de uma liderança forte, focada no futuro. Você sabe que ter gestores é importante, mas ter bons lideres é vital para o negócio prosperar. Estas pessoas são vitais para garantir que a equipa ganha.

  1. Objetivo Comum

O segundo ponto para uma equipa vencedora é o objetivo comum! Qualquer equipa necessita de um objetivo forte que alinhe todos para uma mesma direção e sentido.

Existem diferentes exemplos, em diferentes contextos no que toca a objetivos. Um exemplo foi a guerra do Golfo quando o general Norman Schwarzkopf partilhou com a sua “equipa” o objetivo. O objetivo era comum para todos, claro e assertivo – Expulsar Saddam Hussein do Kuwait. Simples e claro, que todos entendam e que podem recordar-se dele todos os dias independentemente das funções, responsabilidades, habilitações, estudos ou competências que cada um tinha!

Outro aspeto importante de um objetivo comum é que tem que se tornar um propósito comum para todos. Por outras palavras este objetivo tem que ter associado benefícios para todos portanto não podemos afirmar que o objetivo é faturar mais um milhão de euros ou vinte milhões para a empresa, tem que ser um objetivo comum que todos na equipa ganham em alcançar esse objetivo. Esse objetivo tem que estar orientado para uma viagem que será percorrido por todos e não um destino.  

Pense no seguinte:

Qual é o objetivo comum da sua equipa? É claro esse objetivo? O que ganha a sua equipa em alcançar esse objetivo?

 

A grande questão é se entrar na sua empresa hoje e perguntar a sua equipa qual é o objetivo comum de todos, qual é a resposta que irei ter?

  1. Regras do Jogo

Para alcançar o objetivo comum é necessário ter muito bem definidas quais são as regras do jogo. Estas regras do jogo têm que ser claras e não podem ser quebradas por ninguém, incluindo-o a si.

Se você tentar deixar a sua equipa trabalhar sem ter bem definido as regras do jogo o que vai acontecer é que não vão existir linhas orientadoras para garantir que todos estão a seguir o mesmo caminho, vão aprender e descobrir o caminho da forma mais difícil que na realidade não será uma boa experiência para a sua equipa nem para você. Não será uma boa experiência para quem já está na empresa, e ainda menos para aqueles que se juntam a equipa.

Os Standards, as normas, regras, necessitam de estar escritos e bem visíveis e garantir que todos conhecem as regras. É importante que 15 em 15 dias sejam relembradas essas regras, seja através de formação, reuniões, ou outros meios que garanta que não existe nenhum possibilidade de existir mal-entendidos em relação as regras. Muitas organizações têm essas regras “enterradas” nos seus manuais de acolhimento, ou manuais internos que apenas são usados quando a situação já está descontrolada. Essas regras poderão incluir atitudes, valores da empresa, pontos de cultura, tipo de atitude que é permitida com clientes, funcionários, uma promessa de estar na hora certa no sítio certo, e talvez um compromisso com o objetivo comum e assinado pelo elemento da equipa.

  1. Plano de ação

Outro elemento crítico para uma equipa vencedora é o plano de ação.

Quem faz o quê para alcançar o objetivo comum! Para isto necessitamos de saber e ter bem definido quem faz cada tarefa, quando vai estar finalizado e como a executam para ficar realizado com sucesso.

Em muitas empresas existem muitos planos, plano de negócios, planos por departamento, mas não existe um plano de ação que seja comum a toda a organização e que todos tenham conhecimento do mesmo. Este é um dos motivos pela qual planeamos com os nossos clientes 90 em 90 dias para focar nas ações dos próximos trimestre.

Ter um plano de ação onde específica quem faz o quê e quando, torna mais fácil a gestão das equipas, a gestão das tarefas e torna claro quais os objetivos esperados para cada elemento da equipa, o que permite a cada elemento da equipa dar o seu melhor para os objetivo traçados.

  1. Apoio ao Risco

O quinto elemento chave de uma equipa vencedora podemos considera-lo menos racional, é aquilo que nos chamamos apoio ao risco.

Este ponto assenta numa filosofia simples que se alguém na sua empresa nunca cometeu erros ou não está a cometer nenhum erro, significa que este elemento não está a tentar nada de novo, não está a inovar, não está a procurar alternativas para ser melhor ou o seu estilo de liderança não permite que a sua equipa arrisque.

O fato é que para fazer crescer a sua empresa você precisa de fazer algo novo, você não pode estagnar o seu crescimento com medo de errar ou que a sua equipa erre.

Já diz o ditado que o que não cresce, morre, portanto apoiando ao risco a sua equipa, você irá garantir que cresce de forma robusta simplesmente colocando-se no top do jogo e garantindo que monitoriza a sua equipa e que os apoia ao risco ao máximo para garantir que eles inovam e que realizam novas tarefas que nunca fizeram daquela forma.  

Acreditamos que possa difícil deixar a equipa assumir os riscos do negócio, mas a alternativa é você realizar uma micro gestão para cada decisão e cada ação da sua equipa o que torna uma alternativa pior. É importante incentivar e apoiar a sua equipa para a tomada de decisões arriscadas. Se algo dá errado – e vai acontecer – você tem que dizer felicitar primeiro a pessoa por ter arriscado e certificar-se que a lição é aprendida e que da próxima vez as decisões serão mais assertivas.

  1. 100% Envolvimento e 100% Inclusão

O último elemento chave para ter uma equipa vencedora é 100% envolvimento e 100% inclusão. Não se trata de 99% ou 98%, mas sim 100%!

Se você deseja uma equipa vencedora, você necessita de ter as pessoas 100% envolvidas, basicamente ter a equipa toda a participar em tudo o que está a acontecer na organização. Muitas vezes encontramos empresas onde 10 pessoas estão a trabalhar arduamente onde outras 5 pessoas estão a realizar algum trabalho e outras 5 que estão realizar tarefas que estão a atrapalhar as outras todas. Temos que gerir na perspetiva de que nós necessitamos de incluir e envolver todos.

É o seu trabalho garantir que todos estão envolvidos e incluídos, é responsabilidade dos membros da equipa de se envolverem e de se incluírem em todas as situações, portanto garanta que a sua equipa está envolvida e incluída. Dê-lhes todo o apoio para saírem da sua zona de conforto e arrisque algo novo. Garanta que eles têm um plano de ação que seguem com as regras do jogo que os mantém no caminho para o sucesso. Garanta que lhes dá um objetivo comum onde eles usam as regras do jogo e garanta que mantém uma liderança forte durante todo o processo para os manter no lugar certo.

Estes elementos para uma equipa vencedora são simples, não significa que sejam fáceis de implementar. Vocês precisa de continuar a trabalhar arduamente para garantir que estes elementos para o sucesso são vividos diariamente na sua organização. A liderança é algo que não se pode sistematizar, não é algo que pode ser magicamente formulado, liderança é algo que aparece ao longo do tempo, que vem com a experiência, com a aprendizagem portanto é algo que vocês tem que aprender e agir para construir uma equipa vencedora. 

Estes elementos que acabamos de partilhar, são a chave para ter uma equipa alinhada rumo ao sucesso. Este é um dos verdadeiros propósitos que temos na ActionCOACH com os nossos clientes quando trabalhamos com eles.

Obrigado e parabéns pelo tempo que investiu em ler este artigo!

PS: Consulte o nosso site para ficar a conhecer os workshops que temos agendados sobre este assunto ou contacte diretamente a nossa gestora de cliente – Carla Xavier para agendar uma reunião com um dos nossos treinadores de empresários sem qualquer tipo de compromisso.

Fique a conhecer mais sobre mim, e veja outros artigos que partilhei.

Hugo Monteiro
Business Coach
 

Partilhe esta história, Escolha a sua plataforma!


Contacte-nos

ActionCOACH Portugal

The Worlds #1 Business Coaching Firm 

Geral
+351 217 217 400

Lisboa

Centro de Escritórios das Laranjeiras
Praça Nuno Rodrigues dos Santos 7A
1600-171 Lisboa

+351 93 288 82 28 ou +351 915 090 648  

Porto

Rua Padre Himalaia, 50F Escritório 9, 4100-553 Porto

+351 912 165 345  ou +351 226 170 935

portugal@actioncoach.com

Redes sociais

Encontre-nos no



Partilhe a ActionCOACH no

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter


Links

Buy 1 Give 1 - Business Coaching